quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

#Estranho - Noiva cancela casamento e oferece o jantar para moradores de rua...

Você já pensou numa história assim?

Pensem no título acima... Que mulher ou que família faria algo desse tipo? 

A imagem que tenho de uma noiva nesta situação, é de tristeza.





Hoje estava lendo mais um capitulo do Livro 'Estranho' do Craig Groeschel, que fala sobre o amor. Embora, eu esteja burlando a minha 'premissa' de fazer um resumo de cada capitulo, creio ser pertinente o comentário junto a um fato ocorrido.

As mulheres desde que tem entendimento, sonham com o grande dia de seus casamentos. Os homens pensam em se casar com uma mulher que lhes dê prazer. Talvez isso não seja uma regra, mas vamos trabalhar neste exemplo.

"E Labão tinha duas filhas; o nome da mais velha era Lia, e o nome da menor Raquel. Lia tinha olhos tenros, mas Raquel era de formoso semblante e formosa à vista. E Jacó amava a Raquel, e disse: Sete anos te servirei por Raquel, tua filha menor. Então disse Labão: Melhor é que eu a dê a ti, do que eu a dê a outro homem; fica comigo. Assim serviu Jacó sete anos por Raquel; e estes lhe pareceram como poucos dias, pelo muito que a amava. E disse Jacó a Labão: Dá-me minha mulher, porque meus dias são cumpridos, para que eu me case com ela. Então reuniu Labão a todos os homens daquele lugar, e fez um banquete. E aconteceu, à tarde, que tomou Lia, sua filha, e trouxe-a a Jacó que a possuiu. E Labão deu sua serva Zilpa a Lia, sua filha, por serva. E aconteceu que pela manhã, viu que era Lia; pelo que disse a Labão: Por que me fizeste isso? Não te tenho servido por Raquel? Por que então me enganaste? E disse Labão: Não se faz assim no nosso lugar, que a menor se dê antes da primogênita. Cumpre a semana desta; então te daremos também a outra, pelo serviço que ainda outros sete anos comigo servires. E Jacó fez assim, e cumpriu a semana de Lia; então lhe deu por mulher Raquel sua filha. E Labão deu sua serva Bila por serva a Raquel, sua filha. E possuiu também a Raquel, e amou também a Raquel mais do que a Lia e serviu com ele ainda outros sete anos."

Gênesis 29.16-30

Que frustração a de Jacó, não? E essa pode ser a minha, a sua...

Craig Groeschel (2011, pág. 132), fez um comentário interessante sobre o texto acima:

"Não é a melhor maneira de começar um casamento. Quando você se apaixona por um ideal, é impossível não se desapontar com a pessoa humana demais ao seu lado. Com demasiada frequência, nos preparamos para nos casarmos com Raquel, a personificação da perfeição capaz de nos completar e satisfazer cada um dos nossos desejos e acabamos com a realidade de Lia, um ser humano de carne e osso, tão milimetricamente imperfeito quanto nós."

E todo este paralelo, foi só para fazer uma ponte (não sei se a contruí bem e me fiz entendido...) com algo que um amigo comentou ontem, sobre uma noiva que cancelou seu casamento e ofereceu um jantar para moradores de rua. Fiquei tão impressionado com essa atitude, que fui saber mais sobre o caso. Leia os detalhes abaixo:

"Quando um casamento se desfaz às vésperas de acontecer, é sempre algo muito doloroso e difícil de lidar, com uma mescla de sentimentos de tristeza e raiva. Mas uma família de Atlanta conseguiu transformar algo terrível em um lindo ato de solidariedade.

A família Fowler inicialmente não sabia o que fazer, pois o casamento foi cancelado faltando 40 dias para acontecer, e todo o jantar já estava pago. Eles tiveram então uma linda ideia: decidiram convidar 200 sem-tetos para o banquete que seria servido no casamento da filha Tamara.

A família chamou Elizabeth Omilami da HOSEA Feed the Hungry, uma ONG que ajuda e cuida de desabrigados, para fazer o “convite” aos moradores de rua. E como 70% dos sem-teto de Atlanta são crianças, a família ainda levou um palhaço para entretê-las durante o banquete. O evento foi chamado de  “The First Annual Fowler Family Celebration of Love”, (algo como: Primeira Celebração Anual do Amor da Família Fowler), e a família pretende fazer esse evento novamente ano que vem. É um grande exemplo de como transformar algo ruim em um ato de bondade que ajudará muitas pessoas necessitadas."


Fonte: hypeness

Estranho? Não. Ser normal não está dando certo!

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © 2014 <>< S E R E S P A P E F I C O ><> | Designed With By Blogger Templates | Distributed By Gooyaabi Templates
Scroll To Top