quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Confraternizações de fim de ano...


 Nessa época do ano as empresas começam a programar suas paradas estratégicas. Em razão das festas de fim de ano. Em função disso, algumas sobrecarregam outras, as fazendo alterar suas programações (aqui foi um pequeno desabafo da minha parte, rs).


São nestes momentos em que reconhecemos quem cada um realmente é. Por exemplo: Se você não está acostumado a ir a baladas e as pessoas do seu trabalho insistem para ir a um lugar como esse, você não pode simplesmente ser o chato, o estraga prazeres e não ir. Acredito que o estar com as pessoas seja mais importante do que o lugar em si.

Se você está em um ambiente totalmente diferente do que tem costume, o ser ou não influenciado depende muito mais de você. Por que as pessoas vão querer compartilhar o que para elas é comum. E por participar de alguns momentos assim, percebo o quanto as coisas são sutis.

 É interessante que algumas pessoas abusam destes momentos. Sei que é um momento de descontração, mas não se pode esquecer que depois daquele momento tudo volta a ser como antes. Imagine que aconteça alguma situação constrangedora diante de seus superiores? Com que cara você irá os encarar quando retomar as suas atividades no trabalho?

Não podemos nos esquecer que:

"Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm..."

1 Coríntios 10:23

Think about it.

Um comentário:

Copyright © 2014 <>< S E R E S P A P E F I C O ><> | Designed With By Blogger Templates | Distributed By Gooyaabi Templates
Scroll To Top