sexta-feira, 3 de maio de 2013

Escolha Deus


"Sabemos que a lei é espiritual; eu, contudo, não o sou, pois fui vendido como escravo ao pecado. Não entendo o que faço. Pois não faço o que desejo, mas o que odeio. E, se faço o que não desejo, admito que a lei é boa. Neste caso, não sou mais eu quem o faz, mas o pecado que habita em mim. Sei que nada de bom habita em mim, isto é, em minha carne. Porque tenho o desejo de fazer o que é bom, mas não consigo realizá-lo. Pois o que faço não é o bem que desejo, mas o mal que não quero fazer, esse eu continuo fazendo. Ora, se faço o que não quero, já não sou eu quem o faz, mas o pecado que habita em mim. Assim, encontro esta lei que atua em mim: Quando quero fazer o bem, o mal está junto a mim. Pois, no íntimo do meu ser tenho prazer na lei de Deus; mas vejo outra lei atuando nos membros do meu corpo, guerreando contra a lei da minha mente, tornando-me prisioneiro da lei do pecado que atua em meus membros. Miserável homem eu que sou! Quem me libertará do corpo sujeito a esta morte? Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor! De modo que, com a mente, eu próprio sou escravo da lei de Deus; mas, com a carne, da lei do pecado." Romanos 7:14-25

Esse texto descreve muito a mim e creio que a muitas pessoas! Há uma guerra dentro de cada um. Entre o nosso espírito com a nossa carne e aquele que mais alimentarmos, vai vencer!

Há alguns anos parafraseei parte deste texto da seguinte forma:

"Mesmo sabendo que eu estava errado
Mesmo sabendo que eu não devia fazer
Eu não ligava, eu não me importava
E se duvidar, até hoje é assim?

Mas o pecado pra se mostrar pecado
Operou em mim matando o meu bem!
Porque o bem que quero eu não faço,
Mas o mal que não quero este faço?

Mas se a minha vontade é de corromper...
Não tenho mais querer
Porque quem manda em mim não sou mais eu,
Mas sim Cristo, que hoje vive em mim!
"

Ouça em X-Zhort.

A palavra diz ainda que onde abundou o pecado, superabundou a graça. A graça é favor imerecido, onde mesmo sem merecer Deus nos ama e nos aceita como somos, mas que não permite que permaneçamos na velha vida, de velhas práticas!

Hoje as igrejas tem cantado muito um louvor que diz assim:

"Senhor, eu nasci pra te chamar de Deus (Amor)
Eu nasci pra te chamar de Pai e andar do Seu lado
Senhor desde o ventre da minha mãe,
Eu sou povo exclusivo seu,
Eu sou abençoado se vivo obediente.


Mas todo dia o pecado vêm, me chama
Todo dia as propostas vêm, me chamam
Todo dia vêm as tentações, me chamam
Todo dia o pecado vêm

Mas eu escolho Deus,
Eu escolho ser amigo de Deus
Eu escolho Cristo todo dia,
Já morri pra minha vida e agora eu vivo a vida de Deus
"

Ela começa com uma declaração de reconhecimento de que Deus nos criou para estar com Ele, viver com Ele [Propósito original]. Fala que só seremos abençoados se formos obedientes. Não fala de uma vida sem problemas, sem dificuldades, mas de que o pecado vem todos os dias e bate a nossa porta. A escolha de abrir a 'porta' e deixar ele entrar, é nossa! Às vezes, parece que vamos atrás dele [o pecado...]. A canção continua falando de uma escolha que precisa ser feita todo dia, a todo o momento: Escolher Deus!

Talvez, você tenha feito algumas escolhas que o deixaram entristecidos, que entristeceram o Espírito Santo, mas você não deve deixar o pecado te paralisar ou te fazer retroceder, ao contrário, você deve prosseguir para o ALVO. Não Pare! Que a cada tropeço, você corra para o Senhor, corra para a CRUZ, que a cada erro cometido, haja arrependimento genuíno para que o pecado seja perdoado e abandonado.

Ao gastar alguns minutos com esta leitura, ou com qualquer coisa de boa fama, você escolheu Deus!

Que possamos abrir a porta para o Senhor Jesus, pois em Apocalipse 3.20 diz:

"Eis que Estou a porta e Bato, se alguém ouvir a Minha voz e Me deixar entrar, Eu cearei com ele e ele Comigo!"

Zhé Lopes

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © 2014 <>< S E R E S P A P E F I C O ><> | Designed With By Blogger Templates | Distributed By Gooyaabi Templates
Scroll To Top