quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Sobre o mesmo chão...

 Sempre ouvi que devemos valorizar as pessoas enquanto elas ainda estão vivas e que não adianta chorar depois que elas estiverem mortas em um caixão. E essa é a mais pura verdade, o ser humano valoriza muito mais as coisas depois que as perde. Nos esquecemos que estamos e andamos 'Sobre o mesmo chão!' e que 'É preciso amar as pessoas...'


"Sobre o mesmo chão está o Muro
E o Lado de lá, que você esqueceu
Meu chão é o mundo

Tem dois lados em guerra
Meu mundo é este chão
Onde você cresceu e eu também

Ao Redor de muitos
Me apontaram as cercas e os muros
Eu quis o caminho, Roguei pela vida

E vou subvertendo o mundo
Amando a esperança que salta os muros
e brinca arteira com tua criança, a fé 'ta na vida

Sobre o mesmo chão
Bem dentro do mundo
A banda passou
O amor se espalhando
Ainda está sobre o Mesmo Chão
"


Existem muros invisíveis que nos separam. E esses muros foram criados por nós ou pelo sistema, o qual nos ensinou da forma errada. É estranho pensar que preferimos viver na complexidade do sistema que já existe do que buscar viver o Reino de Deus que é simples.

 "Afinal, é simples! Use as coisas e ame as pessoas..." - Bruno Branco

Mas fazemos ao contrário, amamos mais as coisas do que as pessoas. Amamos o dinheiro, o que elas tem para nos oferecer do que propriamente dito o ser humano que habita naquele corpo.

 Parece que hoje, falar sobre amar ao próximo se tornou algo fora de moda ou como diria Renato Russo em Baader-Meinhof Blues: "Todo mundo sabe e ninguém quer mais saber... Afinal, amar o próximo é tão démodé."; ou ainda parece um simples chavão cristão, uma linguagem que o "crente" enche a boca para falar mas que não sabe colocar em prática. O mundo canta e clama por isso, por esse amor diferente...

 A Palavra diz:

"Quem se isola, busca interesses egoístas, e se rebela contra a sensatez."
Provérbios 18.1

E como eu sou confrontado por essa palavra, pois por vezes, escolho o meu bem estar, o que é melhor para mim, do que me dar, me doar, gastar meu tempo de descanso para com aquele que realmente precisa. Sei que todos precisam, mas é na nossa fraqueza que o Senhor nos faz forte, não para nossa glória, pois somos apenas vasos de barro que em nós não há nada, mas há a excelência do poder de Deus que é derramada sobre nós!

Então, escolha um caminho. Mude, transforme o ambiente que vive. Abra as janelas, deixe o sol entrar. Ultrapasse as barreiras que existem dentro de você. Esta aqui lançado um desafio para mim, ou melhor, para nós, pois estamos todos sobre o mesmo chão!

Zhé Lopes

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © 2014 <>< S E R E S P A P E F I C O ><> | Designed With By Blogger Templates | Distributed By Gooyaabi Templates
Scroll To Top